Rússia bombardeia silos de grãos da Ucrânia
21 de julho de 2023
Brasil deve produzir mais de 36 milhões de toneladas de carnes em 2033
21 de julho de 2023

ANCP participa de projeto que avalia qualidade de carne de animais F1 Nelore Angus

A Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP) participa de um projeto que avalia a qualidade de carnes de animais F1 Nelore Angus, conduzido pela Universidade de São Paulo (USP), com apoio da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Associação Brasileira de Angus, @Tech Tecnologia para Agropecuária, VPJ Alimentos, entre outros.

Intitulado “Influência do biotipo maternal e do touro sobre o desempenho, produtividade e qualidade da carne de progênies F1 Angus x Nelore para a produção de carne com alto valor agregado”, o estudo tem o objetivo de avaliar progênies de touros e o impacto da matriz Nelore na geração de animais F1 Nelore Angus para produção de carne de qualidade.

Liderado pela pesquisadora associada da ANCP e professora do Departamento de Nutrição e Produção Animal da USP, Angélica Pereira, e pelo diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da ANCP e professor da UNESP, Fernando Baldi, o projeto está em desenvolvimento no Laboratório de Pesquisa em Gado de Corte (LPGC) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP (FMVZ-USP).

Segundo a docente, trata-se de um projeto inovador que permitirá a geração de informações relevantes para a produção de carne de qualidade, desde o período que se obtém o sêmen, passando pela avaliação do perfil maternal, a recria dessas progênies, o ponto ótimo de negociação ao abate, o processamento das carcaças e a qualidade da carne de forma geral, além da rastreabilidade de toda a cadeia e sua valorização.

A pesquisadora ressalta que, do ponto de vista técnico, o projeto é importante para a geração de informações para o mercado e também para os criadores associados da ANCP. “Nosso objetivo é combinar e processar todas as ferramentas – nutricionais, de manejo e de genética -, visando a obtenção de produtos cárneos diferenciados e com maior valor agregado no nosso mercado de carnes”, finaliza.

Fonte: A Tribuna.

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress