Arroba do boi gordo caiu 3% em Minas Gerais na semana passada
27 de fevereiro de 2024
Cargill terceiriza parte de fábrica em MG para ampliar produção à pecuária
28 de fevereiro de 2024

Estoque de CPR totalizou em janeiro R$ 309 bilhões

Estoque de CPR totalizou em janeiro R$ 309 bilhões

Neste novo ano, os títulos de financiamento privado do agro, bem como os Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro), continuam demonstrando comportamento bastante positivo. As Cédulas de Produto Rural (CPR), Letras de Crédito do Agronegócio e Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) tiveram crescimento próximo a 30% nos estoques, quando comparadas ao mesmo período do ano passado.

Os dados são do Boletim de Finanças Privadas do Agro, que tem como principal objetivo trazer informações mensais a respeito do desempenho dos principais instrumentos de captação privada de recursos para o financiamento das cadeias produtivas do agronegócio.

Já os estoques da Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA) se mantiveram mais próximos dos valores observados no ano passado, com elevação de 3% no período. O destaque foi para os Fiagro, que tiveram elevação de 248% no patrimônio líquido, no mesmo intervalo, como pode ser visto na tabela abaixo.

Estoque de CPR totalizou em janeiro R$ 309 bilhões

Na atual Safra 2023/24, os registros de novas CPR de julho a janeiro, totalizaram R$ 141,90 bilhões, valor bastante similar ao do mesmo intervalo da safra passada, de R$ 142,43 bilhões. Essa desaceleração no crescimento de novas emissões pode ser parcialmente explicada pela redução nos custos de produção observada na safra atual, ante a safra passada. Outro possível fator é que o prazo de liquidação das CPR pode estar ficando mais alongado, dado que os estoques de janeiro/24 estão 29% mais elevados que em janeiro/23.

No caso da LCA, as captações desse título têm sido importantes para a composição do funding do crédito rural. De julho a janeiro da atual safra, os recursos provenientes da LCA foram responsáveis por 49% dos desembolsos do Plano Safra, ante 26% no mesmo período da safra passada, considerando a agricultura empresarial. Cerca de 56% das operações de crédito rural com recursos da LCA estão nos bancos públicos, 36% nos bancos privados e 8% nas cooperativas.

Com relação aos Fiagro, o crescimento no patrimônio líquido e no número de fundos tem sido constante. Vale destacar que, de novembro para dezembro último, houve aumento próximo a R$ 19 bilhões no patrimônio líquido dos Fiagro, dada a mudança de categoria de seis fundos de investimento em participação que já existiam e se converteram em Fiagro, informação confirmada junto à CVM. No total são quase 100 Fiagro atualmente existentes.

O Boletim é produzido pelo Departamento de Política de Financiamento ao Setor Agropecuário, da Secretaria de Política Agrícola.

Fonte: Mapa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress