ANCP: 25 anos de Programa Nelore Brasil terá comemoração dia 5 de abril, em Ribeirão Preto
19 de fevereiro de 2013
Austrália: MLA lança nova campanha de TV com famoso chef do país promovendo consumo de carne
19 de fevereiro de 2013

EUA: exportações de carne bovina caíram 12% em 2012 sobre ano anterior

As exportações do Estados Unidos em 2013 deverão ser um pouco menores que em 2012. A seca e a menor disponibilidade de gado gordo terão os maiores efeitos sobre as exportações de 2013.

As exportações de carne bovina dos Estados Unidos em 2012 totalizaram 1,13 milhão de toneladas, 12% a menos que no ano anterior e ainda foi um exportador líquido de carne bovina em 2012, com uma margem mais estreita – de somente 106,6 mil toneladas comparadas com 330,2 mil toneladas em 2011.

Com a forte demanda global por carne bovina do Estados Unidos, a menor oferta doméstica e os altos preços restritivos foram as principais causas das menores exportações em 2012. Entretanto, os Estados Unidos exportou 9,5% da produção, cerca de 1 ponto percentual a menos que a participação da produção exportada em 2011.

Com exceção de Hong Kong e Rússia, para onde as exportações dos Estados Unidos foram 24% e 5% maiores respectivamente, as exportações para todos os demais parceiros comerciais foram menores em 2012. Para a Coreia do Sul e Japão caíram 20% e 1% respectivamente com relação ao ano anterior; para o Vietnã e Taiwan caíram 6% e 46% e para o Canadá e México caíram 7% e 28%.

O Canadá continuou sendo o maior mercado de exportação de carne bovina do Estados Unidos em 2012, comprando 211,83 mil toneladas, seguido de perto pelo Japão, com 204,12 mil. México, Coreia do Sul e Hong Kong completaram os 5 principais mercados, com 160, 138,3 e 91 mil toneladas.

Em termos de participação das exportações dos Estados Unidos nesses mercados, as importações pelo Japão de carne do Estados Unidos aumentaram 9% comparado com o ano anterior, com a Austrália sendo quem mais perdeu participação nesse mercado. O Estados Unidos perdeu participação de mercado no Canadá, para Austrália e Uruguai, enquanto as importações totais pelo México foram menores para todos os exportadores ao país. As importações totais da Coreia do Sul também foram menores, mas a participação da Austrália nesse mercado aumentou em mais de 2%.

As exportações do Estados Unidos em 2013 deverão ser um pouco menores que em 2012. A seca e a menor oferta de gado gordo terão os maiores efeitos sobre as exportações de 2013. A oferta de carne bovina do Estados Unidos é, talvez o fator de maior restrição às exportações de carne bovina em curto prazo.

Os dados são do Departamento de Agricultura do Estados Unidos (USDA), publicados na Drovers, traduzidos e adaptados pela Equipe BeefPoint.

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress