Novo sensor detecta se a carne está podre, para evitar intoxicação
12 de dezembro de 2022
Preço e saúde fazem brasileiro reduzir consumo de carne, mostra pesquisa
12 de dezembro de 2022

NotCo recebe aporte de US$ 70 milhões para acelerar unidade B2B e uso de IA

A foodtech chilena de produtos plant-based NotCo recebeu um aporte de US$ 70 milhões em nova rodada de investimento, extensão da série D. Segundo a companhia, o dinheiro será usado para acelerar sua recém-criada unidade B2B e o uso de inteligência artificial (IA) para licenciar produtos baseados em plantas. 

A rodada foi liderada pela Princeville Capital, empresa de investimentos americana que reúne nomes como Jeff Bezos (através da Bezos Expeditions), Tiger Global, L Catterton, Kaszek Ventures, Future Positive, The Craftory e DFJ Growth, além de Marcos Galperin, fundador e CEO do Mercado Livre. A nova rodada de financiamento foi concluída com o mesmo preço de ação do financiamento da Série D de julho de 2021, reafirmando a avaliação da NotCo em US$ 1,5 bilhão.

O sistema de IA da NotCo, chamado de Giuseppe, usa tecnologia para mapear a estrutura molecular de alimentos com proteína animal para construir receitas originais 100% à base de plantas que garantam a mesma experiência sensorial das tradicionais. Pode ser usado por empresas de bens de consumo, fornecedores de ingredientes e até provedores de tecnologia.

O algoritmo é alimentado por várias equipes que têm funções diferentes no processo. A de tecnologia, por exemplo, fica encarregada de alimentar o sistema com dados científicos dos ingredientes, enquanto a engenharia alimentar, composta por chefes de cozinhas e outros profissionais, têm a responsabilidade de sugerir novas composições ao sistema.

Segundo a empresa, por meio da plataforma B2B a NotCo consegue oferecer tecnologia para os fabricantes de alimentos e bebidas e reduzir os cronogramas de pesquisa e desenvolvimento para “meros meses em comparação com o que tradicionalmente levaria anos”.

A NotCo tem 12 patentes nos EUA, que usam apenas plantas para recriar sabor, textura e cheiro de produtos animais. Entre os projetos já iniciados de licenciamento, a empresa tem uma joint venture com a Kraft Heinz.

“A indústria de alimentos precisa desesperadamente adotar tecnologia para acelerar drasticamente o processo de desenvolvimento de produtos, reduzir custos e enfrentar os desafios impostos pelas mudanças climáticas. A NotCo é uma empresa única no espaço de tecnologia de alimentos em todo o mundo, com imenso potencial graças à equipe que eles construíram e sua tecnologia de IA inédita”, disse Joaquin Rodriguez Torres, cofundador da Princeville Capital, que se juntou ao conselho de administração da NotCo, em nota.

No Brasil, a NotCo já investiu R$ 150 milhões para oferecer produtos em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Distrito Federal. Em 2023, pretende abrir um novo escritório, com instalações maiores e uma cozinha experimental para testes da equipe de P&D e parcerias. Além disso, o foco será no desenvolvimento de novas categorias de produtos e expansão para regiões em que a marca ainda não está presente. Afora isso, a Notco quer ampliar a operação no Brasil em restaurantes e lanchonetes, com parceiros locais como Bullguer e Casa do Pão de Queijo.

A NotCo esclarece que, apesar do investimento em B2B, continuará a operar seu negócio de marca, NotCo Food, oferecendo produtos como NotMilk, NotBurger e NotChicken em redes de varejo e alimentação em 12 países.

Em 2019, a então startup chilena, ainda em estágio inicial, chamou a atenção da comunidade internacional de tecnologia ao se tornar o primeiro investimento da Bezos Expedition na América Latina. Desde então, a NotCo segue em trajetória ascendente e tornou-se o primeiro unicórnio de alimentos da América latina, em 2021. Além dos investidores da última rodada, a empresa tem recursos de famosos como Roger Federer, Lewis Hamilton e Questlove.

Fonte: Valor Econômico.

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress