RS pede mais 1 milhão de vacinas contra aftosa
30 de maio de 2001
Certificação não altera exportação de carne
1 de junho de 2001

OIE declara Circuito Leste livre de aftosa

A Organização Internacional de Epizootias (OIE) declarou ontem, em Paris, o Circuito Pecuário Leste e as suas zonas-tampão como áreas livres de febre aftosa com vacinação. A medida beneficia os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Sergipe, que formam o Circuito Pecuário Leste, e as zonas-tampão do Mato Grosso do Sul, Tocantins e partes de Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso. A área abrange um rebanho de aproximadamente 63 milhões de cabeças de gado.

Segundo o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Ministério da Agricultura e do Abastecimento, Rui Vargas, o Circuito Leste está agora habilitado a exportar carne bovina para a industrialização (para ser processada no país importador). Atualmente, só é exportada a carne maturada (submetida a uma exposição de 2 graus centígrados).

Com a declaração, O Brasil passa a ter a maior parte de seu rebanho, de 164 milhões de cabeças de gado, em áreas livre de aftosa com vacinação. No total, 116 milhões de bovinos estão em zonas classificadas nessa situação: 63 milhões de animais no Circuito Leste e outros 53 milhões no Circuito Centro-Oeste, formado pelo Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal.

fonte: Larissa Rodrigues, para o BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress