Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 20-junho-2024
21 de junho de 2024
Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 21-junho-2024
24 de junho de 2024

Preço do boi segue estável e oferta de carne bovina é a maior desde 2018

O mercado físico do boi gordo continua equilibrado e os preços da arroba bovina ficaram estáveis nesta quinta-feira (20/6). Ao mesmo tempo, a oferta da carne atingiu seu maior patamar desde 2018, na esteira da grande disponibilidade de gado e abates em nível recorde ao longo do ano.

Em Barretos (SP) e Araçatuba (SP), considerados referência para o Estado de São Paulo no levantamento da Scot Consultoria, a cotação bruta do boi gordo permanece em R$ 217 por arroba a prazo.

“Em ambas as praças pecuárias paulistas, as ofertas estão equilibradas com a demanda, permitindo escalas, em média, de 11 dias [nos frigoríficos]. Os vendedores procuram maneiras de sustentar os preços, e as cotações do boi gordo continuam estáveis”, afirmou a consultoria em relatório.

Com relação à carne bovina, o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) destacou em nota que o volume da proteína disponível no mercado interno voltou a aumentar de abril para maio, período considerado “final de safra”.

Segundo cálculos realizados pelo Cepea – com base em estimativas próprias de produção e dados oficiais de exportação e importação –, 613,54 mil toneladas de carne estiveram disponíveis no atacado nacional em maio, aumento de 11,6% em relação ao estimado para abril.

“No balanço do ano (de janeiro a maio), a disponibilidade interna é a maior para o período desde 2018, somando cerca de 2,972 milhões de toneladas”, disse o instituto.

Pesquisadores do Cepea indicam que os preços do boi em queda ao longo do ano deixam claro que a demanda não acompanhou a oferta. As exportações seguem firmes e foram recordes no acumulado de janeiro a maio.

“Quanto ao consumo doméstico, acaba sendo medido pelas alterações dos preços da carne, que, por sua vez, recuam neste ano, mas menos que os valores do boi”, completou.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress