Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 20-março-2024
21 de março de 2024
Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 21-março-2024
22 de março de 2024

Preços do boi gordo seguem pressionados na maior parte do Brasil

“A batalha entre indústrias e pecuaristas segue no mercado físico e mesmo que aos poucos, os frigoríficos vão tendo efetividade na sua pressão negativa sobre os preços”, avalia a consultoria Agrifatto em mais um dia de queda no preço da arroba do boi gordo na maior parte do Brasil.

Repetindo a desvalorização das últimas semanas, em São Paulo, o recuo da arroba se mostrou mais intensa de 1,19% na variação diária, de segunda-feira (18/03) para terça-feira (19/03) 0,8%, de acordo com o índice do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

A retração mensal já passa dos 2% no Estado e acentua uma preocupação de pecuaristas e analistas de mercado, que não prevém reações em março, mês em que as escalas de abate estão rodando 12 dias úteis ao passo que há redução do consumo de carne diante da proximidade da Semana Santa e final da quaresma.

“A segunda quinzena de março já demonstra uma redução no consumo doméstico prejudicando significativamente as vendas no varejo. Como resultado, há mercadorias estacionadas nos distribuidores e sem previsão de descarga”, informa a Agrifatto.

A expectativa é que as cotações da carcaça fiquem ainda mais pressionadas e ajustes negativos ocorram na próxima negociação, que roda até o final de março. De acordo com a consultoria, por enquanto, a carcaça casada do boi castrado está em R$ 15,50 o quilo e do boi inteiro em R$ 14,50 o quilo.

Na B3, os contratos com vencimento em abril também registram queda, de 0,39%, e foram cotados no início desta manhã a R$ 227,45 por arroba.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress