Nova cepa de peste suína africana na China preocupa analistas
5 de março de 2021
Senador dos EUA proporá lei que impede importação de commodities associadas a desmatamento
5 de março de 2021

Rastrear fornecedores indiretos de gado demanda ‘várias engrenagens’, diz membro do comitê de sustentabilidade da Marfrig

O rastreamento dos fornecedores indiretos de gado dos frigoríficos para zerar o desmatamento nessa parcela da cadeia demanda “várias engrenagens”, como contatos com pessoas que não estão necessariamente na cadeia da empresa e financiamento a pequenos produtores, disse Marcelo Furtado, membro do comitê de sustentabilidade da Marfrig, durante debate virtual promovido pela XP sobre “ESG” (questões ambientais, sociais e de governança). 

“Para resolver o problema dos [fornecedores] indiretos na Amazônia, precisa de uma abordagem ‘multistakeholder’. Precisa conversar com muita gente que não vai entrar na sua cadeia diretamente, mas que é importante para o processo ser internalizado”, afirmou.

Furtado defendeu ainda que é preciso haver financiamento para o pequeno produtor. “Ele não quer ser ilegal, mas não sabe como se ajustar à lei, não tem recurso, não tem incentivo. Tem que trabalhar com várias engrenagens”, disse.

Fonte: Valor Econômico.

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress