RS registra novo foco em Alegrete
21 de maio de 2001
Chuvas atrasam abate de bovinos no RS
23 de maio de 2001

Smithfield amplia venda de carnes case-ready

A Smithfield Foods Inc., maior companhia de carne suína do mundo, continua tentando aumentar sua presença no nordeste dos Estados Unidos. A companhia anunciou a aquisição de 50% da Pinnacle Foods Inc., que produz carnes do tipo case-ready, incluindo carne bovina, suína, de cordeiro e de vitelo, para estabelecimentos de varejo do nordeste do país.

A Smithfield disse que essa aquisição irá somar vantagens àquelas já obtidas com a aquisição da Moyer Packing Co., que também produz carnes case-ready para o mercado nordestino. (veja artigo relacionado)

A intenção da gigante norte-americana é adquirir 50% ou 13,5 milhões de ações da Pinnacle, no valor de US$6 milhões, além de fornecer à companhia um valor de US$30 milhões em créditos e outras propostas.

A Smithfield disse que pretende combinar o sistema de distribuição da Moyer e da Pinnacle no nordeste dos EUA, distribuindo produtos das três companhias, especialmente carnes do tipo case-ready, em estabelecimentos de varejo nesse região, principalmente no mercado de Nova Iorque.

A carne do tipo case-ready sai da indústria pronta para ser colocada à venda, ou seja, seu corte, empacotamento e determinação de preços são feitos pela indústria, sem que o estabelecimento de varejo tenha que fazer qualquer tipo de processamento no produto antes de vendê-lo. Isso economiza para o varejo custo e tempo de trabalho, além de permitir uma estocagem mais eficiente do produto.

Segundo Joseph Luter III, presidente e chefe executivo da Smithfield, o processo case-ready cria uma consistência necessária para fortalecer a marca, além de permitir o fornecimento eficiente de estabelecimentos de varejo. “Nós estamos falando sobre carne case-ready desde 1962. Finalmente está acontecendo”, disse Luter. No ano passado, a Smithfield vendeu 14,5 milhões de quilos de carne suína case-ready, e aumentou em quase 2,5 vezes o valor estimado de vendas para esse ano.

Segundo Luter, a carne do tipo case-ready está aumentando sua participação no mercado rapidamente porque a rede de supermercados Wal-Mart está solicitando esse tipo de produto das companhias de carne do país. Além disso, ele disse que essa carne contribui para a segurança alimentar, uma vez que é empacotada nas próprias fábricas, onde ocorre a inspeção do produto, além do fato dele ser menos manuseado em todo seu processo.

A carne de frango já vem sendo vendida dessa forma, como case-ready, há décadas, o que fez com que esse produto se sobressaísse em relação à carne bovina e suína durante a década de 90.

A Pinnacle comercializa produtos sob sua própria marca, além de produtos com o Certificado Angus Beef. A expectativa da companhia para o ano de 2001 é de vendas em US$30 milhões.

Aquisição da Schneider

A Smithfield adquiriu 63% da companhia canadense Schneider Corp. em 1998. A Schneider é a segunda maior processadora de carne suína do Canadá, bem como o principal processador de produtos de alto valor agregado, à base de carne bovina, de frango e de peru. A companhia comercializa carne suína com seu próprio nome, além de marcas como Cappola, Fiorentina e Fleetwood. Além disso, é líder na produção de frankfurters (tipo de salsinha alemã), refeições à base de carne, presunto, entre outras atividades. A companhia canadense registra vendas de quase US$700 milhões, no ano fiscal de 2001.

Segundo Jerry Hostetter, vice-presidente da Smithfield, a companhia pretende comprar o restante das ações da companhia canadense dentro de no máximo 60 dias.

fonte: Feedstuffs (por Rod Smith), adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress