Expozebu: maior feira de gado zebu rende R$ 190 milhões e aposta na valorização da carne
7 de maio de 2024
Setor privado do agronegócio gaúcho pede medidas “extraordinárias” ao governo federal
7 de maio de 2024

Veja a previsão de chuva para os próximos dias no RS

Alerta vermelho do Inmet para o sudeste do RS — Foto: Inmet

A segunda-feira (6/5) está foi marcada por uma trégua nas chuvas em boa parte das cidades em situação de emergência no Rio Grande do Sul. A tendência é que a terça-feira (7/5) também seja de pouca precipitação, com tempo firme e sol em muitos municípios, com a chuva se limitando ao sul e em pontos do oeste do Estado.

Neste momento, há um alerta vigente da Defesa Civil para chuva intensa com risco de alagamentos, vento forte, descargas elétricas e eventual queda de granizo no sul do Rio Grande do Sul, em cidades como Bagé e Rio Grande. O alerta é válido até 20h desta segunda-feira, 6 de maio.

Alerta da Defesa Civil para o sul do RS — Foto: Defesa Civil RS

Além disso, há um alerta vermelho vigente do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O sudeste do Rio Grande do Sul também está com atenção máxima para volumes altos de chuva até 12h de terça-feira.

Alerta vermelho do Inmet para o sudeste do RS — Foto: Inmet

Já na quarta-feira (8/5), o sol que predomina no restante do Estado volta a dar lugar a nuvens carregadas e a chuva avança e atinge todas as regiões no decorrer do dia com uma frente fria. Por outro lado, alivia no oeste e sul.

Na quinta-feira (9/5), a precipitação mais relevante vai ser nas cidades mais ao norte do Estado, enquanto o restante do território não deve registrar mais chuvas. Entre sexta-feira (10/5) e sábado (11/5), a instabilidade toma conta de grande parte do Estado novamente, com chuva e trovoadas devido a uma área de baixa pressão. As informações são da Metsul Meteorologia.

Segundo a avaliação da companhia, o pior já passou no Vale do Taquari, no centro do Estado e na serra, onde os níveis dos rios estão baixando de forma contínua. Por outro lado, a região mais crítica é Porto Alegre e a região metropolitana. O nível do Rio dos Sinos já começou a recuar, mas segue excepcionalmente alto.

Em Porto Alegre, o Guaíba está em 5,26 metros, meio metro acima da cota de 1941. “No momento, a tendência é de estabilização”, diz o boletim. A tendência é que o nível comece a regredir e chegue abaixo da cota de transbordamento de 3,00 metros no decorrer da semana.

Mas, a Metsul afirma que o Guaíba seguirá em cota de cheia, superior a 2,00 metros, “por muito tempo”. Apesar das chuvas terem aliviado, os níveis não baixam rapidamente porque o lago recebe água vinda de outras regiões.

Um destaque negativo para a semana é a região da Lagoa dos Patos e o seu entorno, para onde deve ir uma quantidade considerável de água da grande Porto Alegre. Com isso, cidades costeiras, como Pelotas, devem ter novas inundações severas na semana.

A última atualização da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, divulgada na tarde desta segunda-feira, aponta que 364 municípios foram atingidos pelas fortes chuvas na região, afetando mais de 870 mil pessoas.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress