Muito obrigado por participar do BeefPoint
1 de janeiro de 2001
Tyson Foods assume controle da IBP
3 de janeiro de 2001

Aumenta a disputa pela compra da IBP

Nos últimos dias, aumentou a concorrência pela IBP Inc., maior indústria de carne bovina dos Estados Unidos. Segundo informa uma reportagem publicada hoje na Gazeta Mercantil, neste final de semana, os interessados elevaram o valor da compra na disputa pela posição de maior empresa do setor de carnes do país. Na sexta-feira passada, a Tyson Foods Inc., líder do setor de aves do mercado norte-americano, subiu sua oferta para US$ 4,3 bilhões, 2,4 % acima da proposta anterior. No dia 30, a Smithfield Foods Inc. – a maior indústria do setor de suínos do país – teria elevado sua oferta no sábado, afirmou a agência Reuters, citando uma fonte anônima.

A Smithfield apresentou sua proposta – sem divulgar detalhes – no final do prazo para apresentar novos valores para a compra da IBP, encerrado em 30 de dezembro de 2000. As propostas serão avaliadas por um comitê especial de diretores da indústria de carne bovina.

A Tyson elevou sua proposta compra de US$ 26 para US$ 27 a ação da IBP. A oferta de dinheiro, ações e de dívidas assumidas pela Tyson é US$ 100 milhões superior à proposta anterior e ampliava a diferença em relação à oferta anterior da Smithfield, de US$ 4,1 bilhões.

John Tyson, que se tornou presidente da empresa familiar no ano passado, quer transformar a operação de carnes da IBP numa marca nacional, assim como a Tyson fez com a de aves.

“Trata-se de uma medida preventiva, antecipando a nova oferta da Smithfield”, disse o porta-voz da Tyson, Ed Nicholson. Como parte de sua nova oferta, a Tyson disse que aumentará a quantidade de ações que emitirá se o preço da ação cair abaixo de US$ 12,60 por 15 pregões consecutivos, protegendo os acionistas da IBP de uma possível queda das ações da Tyson.

Alguns investidores esperam que a nova proposta da Smithfield inclua o mesmo montante de recursos a vista da Tyson, para reduzir o impacto da flutuação de suas ações.

Fonte: Gazeta Mercantil

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress