Preço do boi gordo caiu quase 3,5% em São Paulo
28 de fevereiro de 2024
Empresas do agro se destacam no Forest 500, o ranking global de combate ao desmatamento
29 de fevereiro de 2024

Beyond Meat tem nova perda trimestral e já acumula prejuízo de US$ 1 bi

Foto: Reprodução/Beyond Meat

A companhia americana Beyond Meat, que produz carne vegetal, fechou o 4º trimestre do ano passado com um prejuízo líquido de US$ 155,1 milhões, em comparação com as perdas de US$ 66,9 milhões reportadas no mesmo período de 2022. No ano de 2023, a companhia teve perda de US$ 338,1 milhões.

Fundada em 2009, a companhia fundada por Ethan Brown chegou a conquistar gigantes de Wall Sgtreet como os fundos Vanguard e BlackRock no IPO realizado dez anos depois, e agora vem em uma sequência de perdas trimestrais que se aprofundaram no último ano. Desde o início de suas operações, a companhia acumula hoje um prejuízo de mais de US$ 1 bilhão, e seus passivos já superam seus ativos em US$ 513 milhões. Com o resultado, a companhia anunciou cortes de custos.

Vendas fracas

A empresa está vendendo menos e por preços menores nos Estados Unidos, seu maior mercado. A receita líquida total caiu 7,8% no último trimestre, para US$ 73,7 milhões, enquanto o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi negativo em US$ 125,1 milhões, pior do que o Ebitda de um ano antes, negativo em US$ 56,5 milhões. No ano, a receita recuou 18%, para US$ 75,6 milhões, enquanto o Ebitda ficou negativo em 269,2 milhões.

A companhia perdeu vendas tanto no varejo como no foodservice americanos, enquanto ganhou um pouco mais de espaço no foodservice fora dos Estados Unidos. A receita no país em todo o ano de 2023 caiu 32,3%, a US$ 98,1 milhões, enquanto a receita internacional aumentou 19,7%, para US$ 22,6 milhões. No trimestre, a Beyond Meat teve uma receita menor por peso vendido, ainda que o volume total comercializado tenha aumentado, sob o impulso da demanda fora dos EUA.

Saída de negócios

Outro importante fator que pesou para o prejuízo do ano foram as baixas contábeis – sem efeito caixa – que a companhia já incluiu em seu balanço, considerando a saída de negócios em que atua. A companhia vem conduzindo uma revisão estratégica dos mercados em que atua desde novembro do ano passado.

No balanço de 2023, a Beyond Meat contabilizou, por exemplo, o encerramento das vendas da linha de snacks de carne vegetal Beyond Meat Jerky, além de baixas de ativos ainda somente planejadas, o que indica que a empresa planeja sair de mais negócios. As baixas sem efeito caixa resultaram em uma perda de US$ 85 milhões para o balanço da Beyond Meat no ano de 2023 – o total de encargos sem efeito caixa, que considera outros fatores, chegou a US$ 95,6 milhões no ano.

No final do ano, a dívida da companhia chegava a US$ 1,1 bilhão, enquanto o caixa somava US$ 205,9 milhões.

Cenário para 2024

Em comunicado, Ethan Brown, que também é o CEO da Beyond Meat, disse que a companhia adotará medidas para aumentar sua margem em 2024.

“Nosso plano para 2024 inclui tomar medidas para reduzir drasticamente as despesas operacionais e o uso de caixa; ações de precificação e o dimensionamento correto de nossa área de produção, ambos em apoio à expansão da margem”.

“Acreditamos nessas mudanças abrangentes (…) que fortalecerão as nossas operações a curto prazo à medida que prosseguimos a nossa visão de sermos a empresa global de proteínas do futuro”, destacou o executivo.

Reação do mercado

O anúncio de que a direção da Beyond Meat fará um esforço de corte de custos agradou o mercado. As ações da companhia chegaram a dobrar de valor no after market. Também agradou o mercado o resultado das vendas fora dos Estados Unidos, segundo agências.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress