A conservação da cana-de-açúcar na forma de Sacharina – parte3/3
6 de abril de 2001
Austrália mantém rígido controle de inspeção nos aeroportos
10 de abril de 2001

Cientistas colombianos descobrem genes resistentes à aftosa

Cientistas colombianos disseram ter descoberto um gene, em uma variedade de gado do país, que protege os animais contra a febre aftosa. A descoberta foi revelada na última quinta-feira, durante a apresentação do estudo, que teve também a participação de cientistas da Universidade do Texas (EUA).

Os genes resistentes à aftosa foram identificados na raça Blanco Orejinegro. De acordo com o diretor da Corpoica (Corporação Colombiana de Pesquisa Agropecuária), Álvaro Uribe, o gene provou ser resistente contra três dos sete tipos de vírus da febre aftosa encontrados na Colômbia.

Apesar da boa notícia, as chances de exportar o Blanco Orejinegro para a Europa são pequenas, porque há apenas 10 mil cabeças da raça na Colômbia. De acordo com o presidente da Associação Colombiana de Gado Nativo, Dario Sanin, a intenção inicial não é a exportação, e sim um planejamento para aumentar esses rebanhos.

A Colômbia detectou neste ano seus dois primeiros surtos da doença, que por sorte ocorreram longe da principal região pecuária, a costa atlântica. O país suspendeu temporariamente a importação de carne bovina, suína, ovina e caprina do Reino Unido, França e Argentina, para evitar o contágio de seus rebanhos.

fonte: Folha Online, adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress