CEPEA: Clima eleva oferta e reforça desvalorização da arroba
7 de junho de 2024
Agência francesa propõe rotulagem de bem-estar animal
7 de junho de 2024

Consumo de carne no Uruguai atingiu o nível mais alto desde 2015

O Instituto Nacional de Carnes (INAC) do Uruguai informou que, durante 2023, o consumo geral de carne no Uruguai aumentou, sustentando o crescimento iniciado em 2020, atingindo 94,3 quilos per capita por ano, o nível mais alto desde 2015 e levando em conta a carne bovina, de aves, suína e ovina.

Com base na análise de mercado realizada pelos profissionais do instituto nacional de carnes, em 2023 o consumo total estimado de proteína de carne representou o valor mais alto da série e implicou um crescimento de 1,8 quilos em comparação com o ano anterior.

Isso é consequência de uma maior demanda por carne suína, ovina e bovina, parcialmente neutralizada por uma diminuição na demanda por carne de aves.

Observa-se uma queda consecutiva no consumo de carne desde 2018, situação que se reverte em 2021, 2022 e 2023, anos em que se observa um aumento acumulado de 7 quilos.

O consumo de carne bovina atingiu 45,3 kg/habitante/ano em 2023, com um aumento em relação ao ano anterior (+0,2 kg), representando quase 50% do consumo total de carne do país, mantendo uma clara liderança histórica.

A segunda carne mais consumida no Uruguai é a de aves, que manteve uma tendência de aumento nos últimos três anos, com o crescimento mais pronunciado sendo observado em 2021 (2,9 kg/hab/ano); no entanto, em 2023 há uma queda em relação ao ano anterior (-0,5 kg).

Após uma queda no consumo de carne suína em 2020, observa-se uma tendência de aumento em 2021, 2022 e 2023 (+1,5 kg em 2023).

Mudança no consumo de carne no Uruguai

Houve uma tendência de redução no consumo de carne de ruminantes e, consequentemente, um aumento na participação do consumo de carne monogástrica: a carne bovina e ovina juntas passou de 62% em 2015 para 51% em 2023, enquanto a carne de aves e suína passou de 39% para 49% no mesmo período.

Fonte: El Observador, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress