Certibov é lançado oficialmente na Expozebu 2001
14 de maio de 2001
Estados Unidos e União Européia concordam em resolver impasse sobre a carne bovina
16 de maio de 2001

Criadores argentinos questionam restrições do Senasa

As restrições da comercialização determinadas pelo Serviço de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa), logo após o reaparecimento de focos de febre aftosa, foram questionadas pela Sociedade Rural de General Paz por afetarem a economia dos criadores de gado bovino.

Os distritos da Bacia de Salado, na Província de Buenos Aires, são alguns dos mais atingidos pelas medidas aplicadas pelo órgão sanitário. Através de um comunicado, a entidade informou que as medidas do Senasa limitam as possibilidades de venda e compra a distritos que tenham vacinado todos os seus animais. Como conseqüência dessa disposição, “a maioria dos potenciais compradores de fêmeas (vacas, novilhas e bezerras) ficam marginados a ofertas, e as operações, com presença de poucos compradores e destinos limitados, realizam-se com dificuldade e a menor preço”, declarou a entidade.

Prejuízos

A entidade afirmou também que “essa situação afeta especialmente os pequenos e médios produtores com poucos animais e de diferentes categorias, que acabam ficando impossibilitados de remeter seus animais a mercados de invernada e crias locais ou regionais”. Isso resulta na deterioração do valor do gado e, em muitos casos, “na entrada no circuito ilegal de vendas dos produtores que precisam pagar suas dívidas”, disse Horacio Delguy, presidente da entidade.

Segundo Delguy, “não se justifica uma medida que permite que poucos compradores, em um mercado onde se supõe que vigora a livre ocorrência da oferta e da demanda, adquiram nosso gado a preço de liquidação”.

fonte: Ambito Financiero, adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress