RS instala mais postos de vigilância sanitária na fronteira com a Argentina
1 de março de 2001
Argentina anuncia investimentos de US$ 22 mi para combater aftosa
5 de março de 2001

EUA tiveram exportações recordes de carne bovina em 2000

A indústria de carnes dos EUA teve exportações recordes no ano 2000, segundo o U.S. Meat Export Federation (USMEF), fato considerado como excelente para o setor.

As exportações de carne bovina aumentaram 10% em volume e 11% em valor com relação a 1999, segundo Philip Seng, presidente e chefe executivo da USMEF.

A indústria de carnes dos EUA exportou mais de 1,2 milhão de toneladas de carne bovina e de outros alimentos derivados de carne em 2000. Esse volume foi equivalente a um valor de mais de US$3,5 bilhões.

Tendências na demanda externa de carne bovina

O mercado da Ásia tornou-se altamente receptivo para esse produto, segundo Seng. “No Japão, nossos produtos resfriados de carne bovina e de carne suína ganharam uma forte reputação entre os postos de varejo e as companhias de foodservice, devido à sua excelente palatabilidade. A demanda para carne congelada foi principalmente para carne magra, para uso no preparo de pratos asiáticos, como os churrascos no estilo coreano”.

Apesar de as estatísticas do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) mostrarem um decréscimo nas exportações de carne e produtos de carne para a Rússia, quando os carregamentos feitos através de Latvia são levados em conta, as exportações dos EUA para esse país foram quase 6% maiores. O USMEF atribui esse fato ao fortalecimento da economia e a estabilização da moeda russa.

O USMEF disse que sua parceria com o USDA para fazer comércio o mais livre de problemas possível está rendendo grandes dividendos. “O acordo comercial com o Japão em 1988, o acordo que abriu o mercado da Coréia do Sul ao nosso produto e o NAFTA (North American Free Trade Agreement), estão todos rendendo frutos nesse novo século”, disse Seng. “O declínio das tarifas nesses três países ajudaram a equilibrar os altos preços das indústrias”.

fonte: Darcy Maulsby, AgWeb, por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress