JBS saiu de prejuízo para lucro de R$ 1,646 bilhão no primeiro trimestre
15 de maio de 2024
Preço do boi gordo avança em MT na contramão do mercado
15 de maio de 2024

Indústrias de carnes do RS poderão processar matéria-prima de outros Estados

O Ministério da Agricultura e Pecuária concedeu autorização, em caráter excepcional, para que estabelecimentos do Sisbi-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) do Rio Grande do Sul possam processar matérias-primas oriundas de outros Estados com inspeção para fabricação de produtos.

Em nota, a Pasta disse que a flexibilização tem o objetivo de auxiliar o setor a minimizar o impacto das perdas econômicas com as enchentes e assegurar a continuidade do fornecimento de alimentos à população gaúcha.

“Por exemplo, um animal abatido em um serviço de inspeção municipal que não integra o Sisbi-POA poderá, neste momento, ser industrializado em uma unidade com Sisbi e, assim, transformado em um embutido que pode utilizar na sua rotulagem o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção, atestando a qualidade deste produto”, explicou, na nota, o secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Carlos Goulart.

Entre as regras, a Secretaria de Defesa Agropecuária destaca que os estabelecimentos fornecedores das matérias-primas devem observar as condições higiênico-sanitárias satisfatórias de funcionamento das operações, produção, manipulação, acondicionamento e conservação adequada dos produtos, bem como, no caso de abatedouros frigoríficos, a realização da inspeção ante e post-mortem seguindo os critérios do Decreto n° 9.013/2017, que regulamenta a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal.

Já os estabelecimentos processadores, que fabricarão os produtos com utilização do selo Sisbi na rotulagem, devem se atentar à previsão de controle de recebimento de matéria-prima, de rastreabilidade e da produção.

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (Suasa), padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção e fiscalização dos produtos de origem animal em todo o país.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress