Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 08-maio-2024
9 de maio de 2024
Prejuízo da Beyond Meat aumentou para US$ 54,4 milhões no primeiro trimestre
9 de maio de 2024

Minerva fechou primeiro trimestre com prejuízo de R$ 186,2 milhões

Foto: Divulgação Minerva

A Minerva, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, registrou prejuízo líquido de R$ 186,2 milhões no primeiro trimestre deste ano, pressionada pelas despesas e impacto cambial, conforme balanço divulgado hoje. No mesmo período de 2023, a companhia havia obtido um lucro de R$ 114 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 628,9 milhões no trimestre, aumento de 18,2% comparado ao desempenho de um ano antes.

A receita líquida cresceu 12,6% no intervalo, para R$ 7,187 bilhões. Na mesma linha, o volume de abates da empresa aumentou 23,2%, para 1,03 milhão de cabeças no primeiro trimestre.

Apesar do desempenho positivo na geração de caixa operacional, o Ebitda, na receita e nos abates, a Minerva informou em relatório que o resultado financeiro líquido do primeiro trimestre foi negativo em R$ 626,7 milhões, refletindo despesas financeiras, “consequência do aumento de nossa dívida bruta e do impacto, não caixa, da variação cambial no trimestre”.

As despesas financeiras saltaram 142,3% entre o primeiro trimestre do ano passado e o intervalo de janeiro a março de 2024, com efeito negativo de R$ 712,5 milhões sobre o balanço.

“Vale destacar que, em linha com a sua política de gerenciamento de riscos a companhia mantem protegido, no mínimo, 40% de seu endividamento de longo prazo em moeda estrangeira”, disse a empresa.

Unidades da Marfrig

No ano passado, quando fechou um acordo com a Marfrig para a compra de 16 plantas espalhadas pelo Brasil e América Latina, a expectativa da Minerva era de que estas unidades já estivessem sob sua gestão neste primeiro semestre.

Entretanto, os desdobramentos do processo no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) indicam que a operação tem chances de ser aprovada somente no fim de 2024, o que faz com que a Minerva deixa de atuar com as unidades no momento em que o ciclo do gado ainda está favorável para a indústria no Brasil, com ampla oferta.

Mercado externo

Na ponta positiva do resultado trimestral, as exportações geraram receita bruta de R$ 4,5 bilhões um crescimento de 5% na comparação anual. A performance do mercado externo na operação Brasil representou 51,5% da receita bruta e 53,6% do volume desta origem.

Mesmo com o prejuízo no trimestre, o presidente da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz, disse em relatório que a conjuntura continua favorável para o mercado de carne bovina, em função de um desiquilíbrio global entre a oferta e a demanda. “[É] um dos grandes vetores da nossa indústria”, afirmou.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress