Produção bubalina atrai criadores
11 de julho de 2001
Prefeitura nega caráter político de evento
13 de julho de 2001

Novo frigorífico pretende diminuir os abates clandestinos em Patrocínio

Com investimentos da ordem de R$ 1,1 milhão, será inaugurado neste sábado, em Patrocínio, no Triângulo Mineiro, o Frigorífico Aliança. O frigorífico, de médio porte, ocupa uma área de cinco hectares, com 1.242 metros quadrados de área construída. O valor investido está sendo aplicado através de um contrato entre a Associação dos Comerciantes de Carne de Patrocínio (Acocap) – com recursos da Prefeitura Municipal, responsável por 20% do investimento – e os empresários da região Edivone Caixeta, Hélio Mesquita e Paulo Silva, que entraram com 80% dos recursos.

Com a inauguração, cerca de 90 açougues passam a ter acesso ao abate de acordo com as normas do Serviço de Inspeção Federal (SIF), já que no município não havia abatedouro. A empresa mais próxima é o Frigorífico Xingu, localizado a 45 quilômetros de Patrocínio, no município de Serra do Salitre.

Segundo o gerente da Acocap, Helber Carvalho Sarkis, um dos objetivos é ocupar o espaço do abate clandestino em Patrocínio que, segundo ele, chega a 80% da carne consumida pela população. Por dia, são consumidas em média 5,4 mil quilos de carne bovina e 4,8 mil quilos de carne suína no município. Pela distância e dificuldade de acesso ao frigorífico mais próximo, Sarkis acredita que a maioria dos donos de casas de carne da cidade deixavam de realizar o abate em local adequado de acordo com as normas de higiene e qualidade.

O frigorífico vai atender a demanda de cerca de 250 comerciantes de carne da região, incluindo Monte Carmelo e Guimarânia. A capacidade total de abate da unidade será de 200 bovinos e 150 suínos por dia, sendo que, na fase inicial, os abates se limitarão a 120 bovinos e 100 suínos diariamente.

fonte: Gazeta Mercantil (por Cladio Marcos), adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress