reforma tributária
Insegurança alimentar pode aumentar se carnes ficarem fora da cesta básica, diz Abiec
9 de julho de 2024
Balizador de preços do boi gordo GPB/DATAGRO – Boletim de 09-julho-2024
10 de julho de 2024

Preço do boi gordo começa a semana estável

O mercado físico do boi gordo começou a semana sem mudanças nos preços da arroba na maioria das regiões de produção pecuária no país. “Com boa oferta de boiadas e aumento no consumo de carne, como esperado para o início do mês, o cenário é de equilíbrio”, afirmou a Scot Consultoria.

Em São Paulo, o preço bruto permaneceu em R$ 220 por arroba a prazo, em relação ao fechamento da última sexta-feira (5/7). Das 32 regiões pecuárias mensuradas pela consultoria, somente seis tiveram aumento nos valores do gado gordo, as demais marcaram estabilidade.

No norte de Minas Gerais, a arroba subiu para R$ 208, assim como em Campo Grande (MS), onde o boi gordo está cotado a R$ 217 por arroba.

“Os negócios estão fluindo apenas para manter as programações das indústrias, que se encontram em 10 dias. Os frigoríficos estão evitando formar grandes estoques nas câmaras frias”, afirmou a consultoria Agrifatto em nota.

No atacado, boas expectativas para a primeira quinzena de julho, e com o bom volume de negócios da última semana, os preços da carne bovina subiram, conform dados da Scot.

A cotação da carcaça casada de boi inteiro avançou 1,1% em média, negociada em R$14,35 por quilo e a da carcaça do boi castrado subiu 2,6%, para R$15,65 por quilo.

“A competitividade da carne bovina melhorou frente a carne de frango – que, por sua vez, ganhou competitividade perante a carne suína”, disse a Scot.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress