É seguro comer carne após a enchente?
29 de maio de 2024
China bloqueia carne bovina de fábrica da JBS nos EUA
3 de junho de 2024

Preço do boi gordo fica estável com poucos negócios

O mercado físico do boi gordo teve poucos negócios na sexta-feira (31/5), na volta do feriado ocorrido na véspera. “A baixa movimentação, típica do dia da semana (sexta-feira), aliada às escalas de abate bem posicionadas, contribuíram para a estabilidade dos preços”, disse a Scot Consultoria em relatório.

A cotação do boi gordo permaneceu em R$ 222 por arroba, a da vaca em R$ 202 por arroba e a da novilha em R$ 212 por arroba. O “boi China” – gado com características específicas para produção da carne que é exportada ao país – está cotado em R$ 227 por arroba. Todos os preços são brutos e a prazo, comparados ao dia anterior.

Apesar da estabilidade no fechamento de hoje, o viés do mercado segue negativo. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), as desvalorizações recentes têm sido explicadas pela maior oferta de animais no campo, devido às condições de pastagens, ao final da safra e ao tradicional efeito manada de produtores entregando seus animais receosos de quedas ainda maiores.

No caso da carne negociada no atacado da Grande São Paulo, as cotações também estão em baixa. “Pesquisadores do Cepea indicam que os preços da carne dependem do equilíbrio entre capacidade de consumo do brasileiro e o volume disponível”, afirmou o instituto em nota.

As exportações de carne bovina, por outro lado, seguem em ritmo crescente, o que acaba evitando quedas ainda mais acentuadas nos valores da proteína no mercado doméstico.

A consultoria Agrifatto ressaltou em nota que a China continua utilizando a justificativa de uma oferta abundante para manter a pressão baixista sobre os preços ofertados pela proteína bovina.

“Como esperado, o primeiro dia da feira Sial em Xangai transcorreu sem um grande volume de negócios, devido à grande disparidade entre os valores ofertados e os preços que os importadores estão dispostos a pagar”, comentou a Agrifatto.

Fonte: Globo Rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress