Medo da ‘vaca louca’ restringe doação de sangue nos EUA
3 de julho de 2001
Presidente da OIE aprova controle da ‘vaca louca’ no Brasil
5 de julho de 2001

Tétano continua matando gado no RS

Chega a 340 o número de animais mortos por tétano nas cidades de Rosário do Sul, São Gabriel, Pedras Altas e São Sepé, no Rio Grande do Sul. A origem da doença ainda é desconhecida, mas suspeita-se que a causa seja um vermífugo produzido em Goiás. O medicamento está sendo analisado por técnicos da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

“Existem muitos indícios do uso de um medicamento”, disse o professor de patologia veterinária da UFRGS, David Driemeier, que não revela a marca nem o laboratório responsável pelo produto. Segundo Driemeier, o número de mortes é muito elevado para que a causa seja material contaminado, como seringas e agulhas.

Os animais doentes apresentam rigidez muscular e prolapso da terceira pálpebra (no canto medial do olho). Apesar de existir medicamento para tratar a doença, Driemeier comentou que muitos animais não têm se recuperado e, portanto, o procedimento não é vantajoso economicamente.

O Ministério da Agricultura também enviou amostras do vermífugo ao Laboratório de Referência Animal (Lara), em Recife, e o resultando deve sair em duas semanas. Segundo Driemeier, a análise da UFRGS deve ser divulgada antes desse prazo.

fonte: Gazeta Mercantil, adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress