Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis e a relação entre animais e seres humanos: o que se sabe até agora
9 de fevereiro de 2001
Carne brasileira recebe aval argentino
13 de fevereiro de 2001

Acusação contestada

Segundo reportagem de Ayr Aliski, publicada hoje na Gazeta Mercantil, as acusações canadenses de que o Brasil deixou de oferecer informação suficiente sobre o controle da doença da vaca louca em 1998 surpreenderam o então ministro da Agricultura (titular da pasta entre abril de 1998 e julho de 1999), Francisco Turra. Segundo ele, o Brasil respondeu a todas as perguntas, e os dois países tinham um bom relacionamento na época.

Turra disse que esteve no Canadá no início de 1999 e que conversou com autoridades sanitárias do país e até com o atual ministro canadense da Agricultura, Lyle van Clieff, sem que houvesse questionamento sobre a situação de controle da vaca louca no Brasil. Naquela época, ressalta o ex-ministro, apenas o Reino Unido era considerado área de foco da doença, e o Brasil mostrou que tinha controle sobre o gado britânico importado.

Turra afirmou que no começo de 1999 o Brasil fechou um acordo comercial com o Canadá, estabelecendo a venda de US$ 20 milhões por ano em carne de frango para o mercado canadense. Além disso, o ex-ministro afirmou também que o Canadá queria comprar também carne bovina brasileira, para diminuir a dependência dos EUA.

Por Ayr Aliski, para Gazeta Mercantil, 12/02/01

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress