Definidas zonas de risco mínimo no RS
18 de julho de 2001
Argentina determina novo regime de transporte de animais
20 de julho de 2001

Alta do dólar amplia lucro de frigoríficos exportadores

O grande aumento da cotação do dólar, iniciado em maio, devido à crise energética e às incertezas em torno da economia argentina, ampliou os ganhos dos exportadores de carne bovina sobre a remuneração alcançada no mercado interno. Segundo a FNP Consultoria, o preço da arroba para o exportador ontem estava em R$ 55, 53% a mais que a remuneração média conseguida pelos frigoríficos brasileiros, de R$ 36 em equivalência-arroba. Como frigoríficos compram o boi a R$ 42 a arroba, para pagamento em 30 dias, sobram R$ 14. Não se sabe qual parcela desse ganho é destinada ao acerto de gastos com despachos aduaneiros e encargos financeiros, entre outros, e o que sobra de lucro. Normalmente, custos operacionais são cobertos com venda de couro, sebo, vísceras e ossos.

Por outro lado, o mercado interno de carnes está bastante fragilizado, devido à crise de energia e aos sinais de recessão, tendo havido uma queda na demanda, que deve estar de 2 a 3% inferior ao ano 2000, segundo informou José Vicente Ferraz, diretor da FNP. Dessa forma, o preço da carne está em torno de R$ 41,50 a R$ 42 a arroba, frustrando a expectativa de crescimento do mercado interno para 2001, fazendo com que frigoríficos que não atuam no mercado externo trabalhem no vermelho.

A carne brasileira tende a ganhar mercado a médio e longo prazos, devido aos problemas sanitários enfrentados por países produtores, principalmente a doença da ‘vaca louca’ na Europa e a febre aftosa na Argentina e Inglaterra, segundo uma fonte de um frigorífico exportador. O Egito e a Alemanha – que não tinham tradição em adquirir o produto brasileiro – estão entre os mercados que a carne brasileira pode ganhar. Com a redução da oferta da Europa e da Argentina, esses países acabaram comprando e aprovando o produto brasileiro.

fonte: Gazeta Mercantil (por José Alberto Gonçalves e Paulo Soares), adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress