Técnicos de Goiás divergem sobre preço da arroba do boi
15 de maio de 2001
Pesquisas britânicas prevêem nova epidemia de EEB humana
17 de maio de 2001

Animais infectados por aftosa podem chegar a 1,5 mil no RS

Mais de 200 animais serão abatidos na cabanha Bom Retiro, em Santana do Livramento – a primeira propriedade da fronteira gaúcha contaminada com o vírus da febre aftosa que ataca rebanhos da Argentina e do Uruguai. Desde ontem, valas estão sendo abertas na cabanha Bom Retiro e na fazenda Combate, em Alegrete, que abriga outros 191 bovinos e 5 ovinos. Os disparos ficarão a cargo dos policiais militares da região destacados para a missão.

Caso outros quatro focos suspeitos em Alegrete sejam confirmados, o número de animais na mira do rifle subirá para mais de 1,5 mil. Só a fazenda Santo Antônio do Catimbau, uma das propriedades que podem estar contaminadas, tem 910 bovinos.

O governo estadual assumiu o compromisso de executar o sacrifício nas duas fazendas onde já há comprovação de infecção, mas não garante que continuará como executor da operação de sacrifício em novos rebanhos contaminados. A participação do governo faz parte de um acordo acertado na última sexta-feira com produtores e industriais da carne. ‘Novos casos terão que ser rediscutidos’, declarou o coordenador do Departamento de Produção Animal da secretaria gaúcha de Agricultura, Celso dos Anjos. O governo gaúcho defende a vacinação sem rifle sanitário.

fonte: Gazeta Mercantil (por Luiz Guimarães), adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress