Sistema sanitário do Brasil precisa ser revisto
21 de fevereiro de 2001
Crise da vaca louca na Europa pode beneficiar setor coureiro da Argentina
23 de fevereiro de 2001

Após a vaca louca, Reino Unido apresenta casos de aftosa

A União Européia (UE) decidiu ontem, proibir a importação de carne, leite e derivados de todos os animais provenientes das fazendas britânicas. A decisão foi tomada pouco depois da confirmação do primeiro caso de febre aftosa em 20 anos no Reino Unido. Irlanda, Holanda e Coréia do Sul também suspenderam a compra de produtos de origem animal vindos do Reino Unido, que enfrenta há mais de dez anos doenças nos seus rebanhos, entre os quais o mal da vaca louca. Os EUA proibiram a entrada de porcos e produtos derivados de suínos britânicos.

O caso de febre aftosa foi identificado durante uma inspeção de rotina em um abatedouro localizado em Brentwood, Essex, no sudeste da Inglaterra. O vírus foi encontrado em 28 suínos.

A associação de pecuaristas britânicos informou que existe outro caso suspeito em Gloucestershire, também no sudeste do país. Todos os trezentos animais, do abatedouro onde foram detectadas as doenças, seriam sacrificados.

A proibição, feita pela Comissão de Fiscalização Veterinária da UE é válida até o dia um de março. Até lá, as autoridades britânicas terão que “reforçar suas medidas de controle”, segundo o comunicado distribuído pela Comissão Européia.

(Por Josélia Aguiar, para Folha de São Paulo, 22/02/01)

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress