Pesquisa canadense mostra que o consumo de carne não aumenta os níveis de colesterol
7 de junho de 2001
Especialista considera aftosa sob controle no RS
11 de junho de 2001

Centro-Oeste investe no setor de couro

O setor de couro de Mato Grosso do Sul tem boas expectativas para as exportações deste ano. Somente no primeiro quadrimestre do ano foram exportados US$ 6,3 milhões em couro de bovino wet blue e US$ 531,5 mil de couro e peles preparados para o curtimento. No mesmo período do ano passado, o produto não figurava na lista dos principais gêneros comercializados pelo Estado.

Cerca de 60% da matéria-prima é curtida no Estado, onde estão em funcionamento dez curtumes. Da produção de 15 mil couros por dia, 12 mil são processados. O secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Curtume, Couros e Derivados de Mato Grosso do Sul, Aldayr Heberle, acredita que atrair mais indústrias para o Estado agregaria melhor valor ao produto. Sem curtumes de acabamento, já que com o wet blue se consegue apenas 26% do valor final do couro, os ganhos com a exportação ainda são pequenos.

Para ampliar a cadeia do couro na região, será instalado o Centro de Tecnologia do Couro, em uma área doada pela Embrapa. O Centro terá R$ 1,8 milhão de recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), ligada ao Ministério da Ciência e da Tecnologia. Ainda não há previsão para o início da construção.

fonte: Gazeta Mercantil, adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress