Grã-Bretanha descarta o uso de napalm para eliminar gado
25 de abril de 2001
Governo do RS e Ministério da Agricultura mantêm desentendimento
27 de abril de 2001

EEB limita consumo europeu de carne

A preocupação dos consumidores europeus com relação à encefalopatia espongiforme bovina (EEB) – ou doença vaca louca – continua a limitar as vendas de carne, apesar de a repercussão ter sido menor nesse último mês.

A Comissão Européia informou que o consumo de carne bovina caiu em média 18% na região, comparado com a queda de 23% ocorrida em março. Entretanto, oficiais disseram que isso pode ser temporário devido à Páscoa.

A Alemanha continua a ser o país de maior impacto, com uma queda de 40% nas vendas de carne bovina, comparado com os níveis de venda de antes de crise da vaca louca na Europa. O consumo foi 30% menor na Itália e 20% menor na Espanha, França e Portugal.

Exportações

Devido à doença da vaca louca e à febre aftosa, a União Européia ainda não pode exportar a maioria de sua carne bovina. A crise prejudicou em 94% as exportações européias de carne bovina, 73% de suínos e 31% de aves, de acordo com a Comissão Européia.

A Comissão espera, entretanto, que os governos da Rússia e do Japão retirem logo as barreiras impostas à importação, estabelecida após o início da crise na Europa.

fonte: AgWeb (por Darcy Maulsby), adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress