Foco de aftosa prejudica exportações do RS
9 de maio de 2001
Hoffman exige respeito com o Rio Grande do Sul
11 de maio de 2001

Hoffman quer fim do isolamento econômico

O governo do Rio Grande do Sul deve tomar uma série de medidas jurídicas, sanitárias e tributárias para acabar com o isolamento econômico imposto pelo Ministério da Agricultura. O secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado, José Hermeto Hoffmann, convocou entidades ligadas ao setor agropecuário para discutir a situação provocada pela medida, que proíbe a circulação de animais vivos e carne com osso dentro do RS.

Hoffmann lamentou que a medida tomada pelo Ministério da Agricultura, determinando a vacinação do rebanho contra a febre aftosa em todo o Estado, tenha sido decidida tão tardiamente. “Estamos há mais de 60 dias pedindo a vacinação preventiva do rebanho, mas lamentavelmente o Governo Federal protelou essa decisão até a doença chegar ao Estado. O que aconteceu foi o desejo do governo federal expresso desde o início do processo, ou seja, de isolar o RS. Nós não aceitaremos esse isolamento”, disse.

O secretário afirma que o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa apresenta pontos frágeis e que devem ser modificados. “Não é possível que o RS continue servindo de escudo aos outros estados brasileiros e seja prejudicado economicamente em nome dessa política equivocada”, declarou.

fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul, adaptado por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress