Farsul decide não vacinar rebanho
5 de abril de 2001
Cientistas colombianos descobrem genes resistentes à aftosa
9 de abril de 2001

Pecuaristas argentinos pedem medidas urgentes contra a aftosa

A Sociedade Rural Argentina (SRA) está solicitando a vacinação obrigatória de todo o rebanho do país e a convocação de outros laboratórios para a fabricação da vacina para tentar controlar a enfermidade no país. A Comissão de Direção da entidade disse que a vacinação deverá ser feita no menor tempo possível “por intermédio de fundações, entidades rurais e outras organizações contempladas na legislação vigente, que assegurem um controle eficaz”.

A SRA disse também que devem ser ampliadas as possibilidades de vacinas, para assegurar a indispensável competitividade nos aspectos comerciais que afetam diretamente o produtor.

A entidade, dirigida por Enrique Crotto, solicitou às autoridades nacionais que “diminuíssem, a partir de 11 de abril, as restrições para a mobilidade de todas as propriedades rurais, de todas as categorias, restituindo uma cadeia de pagamentos, hoje totalmente distorcida, com prévia vacinação em origem de todos os animais com destino à recria ou invernada, com todas as medidas sanitárias vigentes”.

Por meio de um comunicado para a imprensa, a SRA pediu “estrita vigilância epidemiológica na fronteira e internamente”. Além disso, solicitou a implementação de uma linha através do Banco de la Nación Argentina, “em apoio aos pecuaristas afetados pelos focos da enfermidade, com bonificação de taxa por parte do Poder Executivo”.

fonte: Ambito Financiero, por Equipe BeefPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress