Maximização do desempenho de gado de corte em pastejo
18 de maio de 2001
Smithfield amplia venda de carnes case-ready
22 de maio de 2001

Preço do boi gordo mostra reação

A oferta mais ajustada da carne fez com que os preços revertessem a situação de queda das últimas semanas. O boi gordo, que chegou a cair para R$ 40 a arroba, fechou a última semana a R$ 41.

“Com os problemas de febre aftosa no Rio Grande do Sul, os frigoríficos tentaram forçar a baixa de preços, mas os pecuaristas recusaram-se a vender por R$ 40”, explica o analista da Scot Consultoria, Geide Antonio Figueiredo Jr. Como as escalas de alguns frigoríficos estão mais curtas, alguns já aceitam comprar o boi para o abate por preços mais altos. Segundo o analista, na última sexta já foram feitos negócios a R$ 42 por arroba.

O preço do boi no atacado também começa a reagir em São Paulo, com a venda casada de dianteiro/traseiro a R$ 3,05/R$ 1,75, em relação aos R$ 3,00/1,70 da semana anterior. “No caso do dianteiro avulso, o preço chegou a R$ 1,80, 5,9% acima de 11 de maio, enquanto o traseiro avulso manteve-se em R$ 3,00”.

Para o analista da Scot, os abates e a vacinação do rebanho do Rio Grande do Sul trouxeram alívio para as exportações brasileiras de carne bovina, que aos poucos estão sendo retomadas.

fonte: Gazeta Mercantil (por Ellen Cordeiro), adaptado por Equipe MilkPoint

Os comentários estão encerrados.

plugins premium WordPress